Maria Rachel Coelho: Cidadania e justiça!

Artigos

Procon-RJ orienta os foliões consumidores para o Carnaval
Maria Rachel Coelho - 28/01/2013

O Procon/RJ vem prevenir os consumidores foliões quanto à possíveis problemas no período de carnaval comointoxicações alimentares, doenças sexualmente transmissíveis e falhas nos serviços prestados tanto em clubes, blocos ou no próprio desfile.

Preservativos

Ler cuidadosamente as embalagens que trazem as informações e as instruções de uso. Cuidado, principalmente com a validade, origem, identificação do fabricante ou importador, se há selo do Inmetro, que é o órgão certificador da segurança do produto. Também recomendamos verificar atentamente se as embalagens não estão rasgadas, arranhadas, amassadas ou furadas.

Brincadeiras

Brinquedos como espumas artificiais e buzinas spray (spray coloridos de cabelo, buzinas em spray com cornetas podem causar riscos à saúde e segurança se não utilizados da forma correta e adequada. Por isso antes de adquiri-los, recomendamos ao consumidor que verifique a procedência, data de validade e se o produto também possui o selo do Inmetro, atestando sua segurança.

Consumo Sustentável

Os consumidores não podem esquecer que entramos na "era da sustentabilidade" e no Carnaval também devem manter suas práticas sustentáveis, evitando o consumo excessivo e o desperdício ou o uso excessivo e desnecessário de alguns produtos que agridem o meio ambiente. Por exemplo: alguns produtos spray contém em sua composição o CFC (clorofluorcarbono) que é uma das substâncias responsáveis pela destruição da camada de ozônio.

A indústria nacional não mais fabrica ou importa material com essa substancia (Resolução Conama 267 /200), assim é importante que o consumidor que adquirir um produto importado verifique se o mesmo está de acordo com a regulamentação brasileira.As espumas artificiais podem apresentar em sua composição alguns resíduos tóxicos

(Organoclorados, Carbamatos e Piretróides:www.inmetro.gov.br/consumidor/produtos/espumaartificial.asp)

Encontradas algumas destas substâncias, recomendamos que o consumidor não adquira o produto.

Fantasias e adereços

Os consumidores devem ficar muito atentos ao comprarem fantasias, principalmente das crianças, tomando cuidado com máscaras que contenham elásticos que podem machucar as crianças ou lesionar até mesmo adultos.

Cuidado com os adereços, tais como a serpentina metálica, pois seu uso inadequado ou falta de informações pode causar até a morte do usuário quando em contato com redes elétricas.

Blocos, Clubes ou Sambódromo

Para os que comprarem um camarote, convite para baile ouum abadá que inclua comida ou bebida, sugerimos que fiquem atentos se a oferta anunciada não for cumprida, pois segundo o Código do Consumidor, toda oferta vincula. Essa prestação de serviço se não cumprida ou mal cumprida enseja o direito de reclamar.

O CDC estabelece que o consumidor pode exigir o cumprimento forçado da obrigação, pedir a troca por outro produto ou rescindir o contrato, com direito à devolução total ou de parte do dinheiro.Antes de comprar o convite, é recomendável que o consumidor faça uma pesquisa de preços e de referência fazendo uma consulta aos órgãos de defesa do consumidor para saber se há registro de reclamação contra a empresa que está realizando o evento.

Se não houver variação entre o preço à vista e a prazo, é melhor pagar o serviço parcelado para facilitar o cancelamento do pagamento em caso de problemas.Ressaltando que o consumidor deve, sempre,guardar todos os anúncios e materiais de divulgação que comprovam o que está sendo oferecido.

Havendo problemas, o consumidor deve registrar ocorrência policial no local do evento, ainda que esteja fora da cidade onde mora, para que, após seu retorno ao local de origem, possa procurar os órgãos de defesa do consumidor ou o Juizado Especial Cível.Voltar ao topo

Bebidas e comidas

Recomendamos que os consumidores não consumam qualquer bebida ou comida , vendidas em ambulantes, expostas ao sol intenso, mal preparadas ou sem procedência, sem higiene adequada e segurança alimentar ou com estado de conservação e aparência ruins. O barato pode sair caro e até custar a vida do consumidor.O número de intoxicações alimentares aumenta significativamente nestes períodos.

É importanteque os consumidores evitemcomidas gordurosas como frituras, carnes gordas, queijos amarelos, salgadinhos e molhos cremosos ou maioneses que podem tornar a digestão mais lenta, causar diarréias, vômitos etc.Também é bom lembrar que ingerir bebida alcoólica não combina com direção de automóveis. Recomendamos revezamentos com amigos ou parentes sempre que o consumidor ingerir bebidas alcoólicas.

Por último, recomendamos cuidados com a hidratação do corpo, uma vez que as perdas de líquidos e de sais minerais pelo organismo são maiores devido a exposição ao sol e ao ritmo da festa. Nesse período, há aumento da transpiração, levando a perda de água e sais que, se não repostos adequadamente com a alimentação e hidratação, pode levar à desidratação.